sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Projeto ajuda mulheres que engravidam e não querem ficar com o bebê

Por TV Jornal
Reprodução/TV Jornal
O abandono de uma criança recém-nascida, deixada em um esgoto no bairro dos Torrões, na Zona Oeste do Recife, trouxe à tona a forma correta de entregar um bebê para adoção. Um projeto, criado há seis anos pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), permite que as mães sejam acompanhadas para decidir de forma consciente se querem ou não os filhos.
A proposta batizada de "Acolher" já atendeu 68 crianças, dos quais 30% conseguiram ser encaminhadas para o Cadastro Nacional de Adoção e 70% foram devolvidas para suas famílias. Segundo a coordenadora do comitê do programa, é direito de toda mulher decidir se quer ou não criar o bebê.
Ainda de acordo com ela, a intenção do TJPE não é incentivar a entrega, mas deixar claro que os recém-nascidos podem ter uma nova opção. "Essa mulher vai ser atendida por uma equipe formada por pedagogos, assistentes sociais e psicólogos, que vão fazer um estudo para ouvi-la de forma respeitosa e acolhedora", contou.
As mulheres que quiserem buscar outros detalhes do programa Acolher podem ligar gratuitamente para o telefone: 0800 281 8187.

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário