quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Operação prende suspeitos de matar criança de 1 ano em Ipojuca

Por TV Jornal
Reprodução/TV Jornal
As investigações do assassinato de uma criança de 1 ano e 2 meses, e do padrasto dela, no município de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco, em fevereiro deste ano, desencadeou a Operação "Estirpe", da Polícia Civil. Na manhã desta quarta-feira (30), cerca de 60 policiais saíram às ruas para cumprir seis mandados de prisão e dez de busca e apreensão.
O grupo faz parte de uma associação criminosa voltada para a prática de crimes, como homicídio qualificado e posse ilegal de armas. Durante as investigações, entre outros assassinatos atribuídos à quadrilha, está o duplo homicídio que vitimou Davi Anderson Pereira, de 1 ano e 2 meses, e o padrastro dele, Ronaldo Ferreira do Nascimento, e a tentativa de homicídio da mãe do garoto.
As investigações foram efetuadas pela 14ª Delegacia de Homicídios. Os suspeitos foram levados para o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).
O pequeno Davi Lucas foi assassinado a tiros depois de ter a casa onde morava invadida por seis homens armados na madrugada do dia 12 de fevereiro, em Camela, distrito de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco. A mãe e o companheiro também ficaram feridos e foram socorridos para a UPA do município e para o Hospital Dom Helder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho.
Reprodução/TV Jornal
A família dormia quando os suspeitos chegaram encapuzados. A mãe do garoto, uma jovem de 18 anos, o filho dela, Davi Anderson Pereira, de um 1 e 2 meses, e o padrasto da criança, Ronaldo Ferreira do Nascimento, que seria o alvo dos assassinos, não tiveram tempo de reagir.
O garoto foi atingido por vários tiros no tórax, não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. A mãe dele ficou ferida no braço direito e recebeu alta no mesmo dia. Ronaldo Ferreira foi atingido no tórax e também não resistiu aos ferimentos.

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário