quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Mulher manda matar amiga acusando-a de fazer “magia negra”

LeiaJá
Divulgação/Polícia Civil Fernanda confessou o crime à polícia, nesta última segunda-feira (07) Divulgação/Polícia Civil
Uma mulher confessou, nesta segunda-feira (7), ter matado a amiga por acreditar que a mesma havia tramado para separá-la do ex-marido. A dona de casa Fernanda dos Santos Alves foi apresentada à imprensa, em Salvador, acusada de matar Jumaria dos Santos Barbosa, assassinada a tiros em uma academia de Lauro de Freitas (BA), em abril deste ano.
A suspeita foi presa no dia 12 de julho, após a investigação reunir relatos de testemunhas. De acordo com a polícia, Fernanda pagou R$ 500 para um homem fazer o serviço. Ela tramou toda a ação por desconfiar que a mulher havia feito trabalhos de “magia negra” para separá-la do ex-companheiro, com quem foi casada durante 15 anos e tinha dois filhos.
Entenda o caso
Fernanda e Jumaria se conheceram em outubro de 2016. Na época, Jumaria contou a ela que jogava tarô e fazia trabalhos espirituais. A suspeita, então, pediu para que ela fizesse algo para reaproximá-la do marido, com quem tinha terminado a relação. No mesmo ano, Fernanda viajou para São Paulo para encontrar o ex-companheiro, que era empresário, mas segundo ela, o encontro foi conturbado.
Ao retornar da viagem, uma amiga alegou que Jumaria teria feito um trabalho espiritual “contrário” e que era a culpada pelo desentendimento entre Fernanda e o ex-marido. A dona de casa, então, se reuniu com amigos e começaram a planejar o assassinato.
Um homem foi contratado pelo valor de R$ 500 reais para executar o serviço. O crime aconteceu em uma academia de Salvador, onde Jumaria frequentava. Antes da ação, o rapaz ligou para Fernanda para confirmar se a vítima tinha uma tatuagem de borboleta no braço. Ela confirmou e pediu ao assassino para não desligar a ligação, pois ela queria ouvir o som dos tiros.
Após o crime, o autor dos disparos fugiu. Na época, Fernanda ainda prestou depoimento à polícia como amiga da vítima. A investigação só foi possível graças ao relato de uma testemunha que estava no mesmo bar que ela, na noite em que Fernanda e os amigos tramaram o crime.
Fernanda foi presa na cidade de Natal (RN), enquanto se escondia na casa de familiares. A polícia informou que não divulgou a prisão, para não comprometer a investigação, realizada pela 23ª Delegacia (Lauro de Freitas) em conjunto com a Delegacia Especializada de Homicídios (Dehom), do Rio Grande do Norte. Os demais envolvidos na ação ainda estão foragidos, com mandado de prisão em aberto.
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário