domingo, 27 de agosto de 2017

Casa da Moeda fará homenagem ao pernambucano Chacrinha

Fonte: Diário de Pernambuco
Divulgação
A Casa da Moeda do Brasil, instituição responsável pela produção de cédulas no país, irá fabricar medalhas comemorativas em homenagem ao centenário de Chacrinha - nome artístico do pernambucano José Abelardo Barbosa de Medeiros, comunicador que tornou-se um ícone da TV brasileira. Com apenas mil tiragens, as unidades trarão o rosto do apresentador, além do desenho de um abacaxi - objeto utilizado por ele no quadro Show de calouros, do programa Cassino do Chacrinha - na parte de trás. Os objetivos colecionáveis serão lançados no dia 30 de setembro.
Abelardo nasceu no município de Surubim, no Agreste do estado, em 1917. Apesar de ter estudado Medicina em Recife, decidiu se mudar para o Rio de Janeiro em 1940 para trabalhar com rádio. Iniciou a carreira de comunicador como locutor na Rádio Tupi, posteriormente comandando o programa de marchinhas de carnaval Rei Momo na Chacrinha na Rádio Clube Niterói, local onde ganhou seu apelido. 
Com seu programa Cassino do Chacrinha, na TV Globo, ele ficou conhecido por seu figurino extravagante, bordões cômicos, além dos bordões “Alô, Terezinha!”, “Quem não se comunica se trumbica” e "Na televisão, nada se cria, tudo se copia", entre outros. Durante os anos 1980, Chacrinha já era um dos maiores comunicadores da televisão brasileira. Em 1988, sofreu um ataque cardíaco que o levou à falência. A homenagem da Casa da Moeda, fundada em 1694 pelo rei de Portugal D. Pedro II, legitima sua importância para o entretenimento nacional.
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário