domingo, 27 de agosto de 2017

Acusado de matar modelo em 2013 é condenado a mais de 30 anos de prisão


Júri acontece nesta quinta
Durante julgamento realizado nesta quinta (24), Emerson Du Vernay Brandão foi considerado culpado pelo assassinato da modelo Danielle Solino Fazanaro, de 35 anos. Pelo homicídio ocorrido em 2013 e também pelo crime de cárcere privado do enteado, que tinha 9 anos na época e foi mantido refém, o réu foi condenado a 33 anos e 4 meses de reclusão, em regime fechado, e a 1 ano e 2 meses de detenção em regime semiaberto.
A condenação pelos crimes praticados dentro do apartamento em Olinda onde Emerson morava com as vítimas foi composta pelas seguintes penas: 20 anos e 6 meses por homicídio qualificado, em razão de impossibilidade de defesa da vítima; 4 anos e 6 meses por cárcere privado do enteado; a 1 ano e 2 meses mais 20 dias/multa por utilização de documento falso; 3 anos e 2 meses mais 20dias/multa por disparo de arma de fogo em lugar habitado; e 5 anos e 2 meses mais 20 dias/multa por porte de arma de fogo de uso restrito.
A sentença foi apresentada pela juíza Flávia Fabiane Nascimento Figueira, na Vara do Tribunal do Júri de Olinda, por volta das 19h40, após quase dez horas de sessão. “O cumprimento inicial da pena deve ser em regime fechado. A defesa informou que vai recorrer da decisão”, informou o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) por meio de nota.
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário