quarta-feira, 21 de junho de 2017

STF adia julgamento da prisão de Aécio

LeiaJá
Lula Marques/ Agência PT/Fotos Públicas Lula Marques/ Agência PT/Fotos Públicas

A grande expectativa desta terça-feira (20), nos bastidores da política brasileira, era o julgamento que seria feito pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o pedido de prisão do senador afastado Aécio Neves (PSDB). No entanto, o supremo adiou a análise do pedido ainda sem data prevista para acontecer. 

O relator dos processos que envolvem o tucano, o ministro Marco Aurélio Mello, na justificativa disse que a defesa do parlamentar apresentou mais cedo um novo recurso pedindo que o caso dele seja julgado pelo plenário e não pela Primeira Turma. O entendimento do magistrado é de que esse recurso dos advogados deveria ser analisado antes do julgamento. 

Hoje, os ministros também iriam fazer a análise da solicitação do senador afastado para revogar a decisão que o afastou do cargo. 

Há cerca de um mês, um dos donos da JBS, Joesley Batista, entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma gravação na qual Aécio, que também o presidente do PSDB, surge pedindo R$ 2 milhões ao empresário, sob a justificativa de que precisava da quantia para pagar despesas com sua defesa na Lava-Jato. O tucano nega afirmando que a relação com Batista era "estritamente pessoal" e sem envolvimento com o setor público.

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário