quinta-feira, 29 de junho de 2017

Pacientes dormem em fila e sob a chuva para pegar ficha de exame de sangue

Fonte: G1
Moradores de Paulista, no Grande Recife, tiveram que dormir em uma fila e sob a chuva, na porta do Centro de Saúde Sebastião Monteiro do Amaral, para garantir uma ficha para realização de exames de sangue. Pelo menos 100 idosos, homens e mulheres com crianças de colo disputavam 60 senhas distribuídas no início da manhã desta quarta-feira (28), na frente da unidade, localizada no bairro de Paratibe. As vagas para realização dos procedimentos são disponibilizadas uma vez por mês e, mesmo assim, os pacientes esperam mais de 30 dias para se submeter aos testes.
O serviço funciona no sistema de fornecimento de cotas para exame de sangue. A equipe marca o dia do teste e comunica aos pacientes, nos últimos dias de cada mês. Quando a pessoa não consegue se enquadrar nos parâmetros estabelecidos para o período, passa a figurar na lista de espera e tem que voltar no mês seguinte.
A disputa pelas vagas na fila para o exame de sangue começou no fim da tarde de terça-feira (27). Os pacientes levaram guarda-chuva para tentar se proteger. No fim da noite e início da madrugada desta quarta, alguns se revezaram. Enquanto uns guardavam lugar, outros tentavam dormir um pouco.
Na área, não existe cobertura. Um morador da região permitiu que pessoas se abrigassem sob um toldo. Só assim, era possível não ficar molhado.
Os contemplados com as fichas chegaram bem cedo ao centro de saúde. A costureira Nilvânia Rodrigues ficou encarregada de organizar a fila. Ela chegou às 18h30 de terça e, quase 12 horas depois, conseguiu marcar o exame.
“Só vou ser atendida no dia 20 de julho. Vou fazer o exame de sangue nesta data, na Clínica Torres Galvão, aqui em Paulista”, afirmou.
Resposta
De acordo com a Prefeitura de Paulista, o mês de junho foi considerado um período atípico. Por meio de nota, a administração municipal alegou que, por causa do número de feriados, diminuiu a quantidade de dias de atendimento nas clinicas prestadoras de serviço. Isso, segundo a gestão, provocou uma demanda reprimida.
A prefeitura informou, ainda, que está em andamento um processo licitatório para contratação de mais clinicas de exames, para aumentar a oferta.
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário