sexta-feira, 23 de junho de 2017

Mulher que ateou fogo em colega de trabalho ganha liberdade provisória

Por TV Jornal
Reprodução/TV Jornal
O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) concedeu liberdade provisória à cozinheira que ateou fogo em uma colega de trabalho, na tarde dessa terça (20), dentro de um restaurante localizado na Rua do Lima, no bairro de Santo Amaro, Centro do Recife. Ela foi ouvida na tarde desta quarta-feira (21), no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de onde seguiu para audiência de custódia.

Medidas

A liberdade concedida à cozinheira tem as seguintes medidas cautelares, segundo o TJPE:
"Não proximidade com a vítima, familiares ou testemunhas do caso a uma distância mínima de 800 metros; Proibição de contato com a vítima por qualquer meio de comunicação; Comparecimento a todos os atos do processo e mensalmente em juízo para informar e justificar suas atividades; Proibição de se ausentar da Comarca sem prévia autorização do juiz; Recolhimento domiciliar noturno das 22h às 6h."

Entenda o caso

Uma cozinheira colocou fogo em uma colega de trabalho, na tarde dessa terça-feira (20), dentro de um restaurante localizado na Rua do Lima, no bairro de Santo Amaro, Centro do Recife. O crime aconteceu no final do expediente, quando não tinha mais nenhum cliente. De acordo com o dono do estabelecimento, ele e a vítima, que é auxiliar de cozinha, estavam fazendo uma refeição, quando a colega de trabalho chegou com um pano com álcool, jogou nas costas da vítima e ateou fogo.
Após o crime, a cozinheira, identificada apenas como Célia, 55 anos, não fugiu e foi para o lado de fora do estabelecimento. Visivelmente abalada, ela chorava bastante e falava palavras soltas, sem explicar o real motivo de ter tentando matar a colega de trabalho.

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário