quinta-feira, 22 de junho de 2017

Mãe denuncia que filha morreu em presídio por falta de socorro

Por TV Jornal
Reprodução/TV Jornal
A mãe de Tuane Ramoni Gomes da Paixão, 26 anos, que estava cumprindo pena por tráfico de drogas na Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima, denunciou que a filha perdeu a vida por negligência. A jovem morreu há exatamente um mês, depois de passar mal dentro da unidade prisional. A mãe, Verônica da Paixão, acusa os agentes penitenciários de omissão de socorro. De acordo com ela, Tuane sofria de asma e não teve a ajuda adequada. A detenta teria chegado morta à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paulista, para onde foi levada.
Inconformada com a morte da filha, dona Verônica foi pedir justiça no Ministério Público de Pernambuco (MPPE). “Eu estou com o laudo da UPA constando que minha filha morreu na unidade prisional. Isso é uma vergonha”, disse. Segundo ela, a Colônia Penal não dispõe de medicamento para quem tem asma, nem balão de oxigênio. O laudo da UPA já está com a promotora que irá investigar o caso.
Em nota, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou que a reeducanda era portadora de asma brônquios e recebia acompanhamento regular da equipe médica da unidade. Ainda de acordo com a secretaria, Tuane desmaiou na Colônia Penal e foi levada à UPA, onde faleceu.

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário