quinta-feira, 1 de junho de 2017

Incomodado com latidos, homem decepa patas de cachorro

LeiaJá
Divulgação/Polícia Civil Cachorro teve patas cortadas, não resistiu aos ferimentos e morreu Divulgação/Polícia Civil
Um homem de 42 anos foi preso suspeito de cortar as duas patas dianteiras um cachorro e o deixar sangrar até a morte, na cidade de Iporá, em Goiás. O crime aconteceu em março, mas a polícia só conseguiu localizar o autor nesta segunda-feira (29). Questionado sobre o ato, ele informou à corporação que os latidos do animal o incomodavam.
O delegado responsável pelo caso, Ramon Queiroz Rodrigues, disse que o homem confessou ter mutilado o cachorro. O suspeito informou ter dado uma paulada no cão, que o deixou desacordado. Em seguida, decepou suas duas patas dianteiras com um facão e o arremessou, ainda com vida, na sede de uma associação que cuida de animais abandonados, onde o canino agonizou até a morte.
Ainda durante o depoimento, o homem relatou que, na mesma data, matou outro cachorro de rua, informou o delegado, em entrevista ao LeiaJá. "Em nenhum momento ele mostrou arrependimento pelo que fez. O crime chocou a cidade, principalmente porque o suspeito deixou o cachorro em frente à uma ONG para morrer. Enquanto uns cuidam, ele simplesmente fez o contrário. Foi uma afronta", disse.
O suspeito foi identificado por meio de imagens de câmeras de segurança, não divulgadas pela polícia. Após prestar depoimento, o suspeito foi liberado e vai responder em liberdade por mutilação e maus tratos a animais. A pena para esse crime varia de três meses a um ano de prisão.
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário