sexta-feira, 2 de junho de 2017

Governo libera R$ 25 milhões para reforma de casas

Por TV Jornal/ Com informações do JC Online
Reprodução/TV Jornal
O Governo Federal anunciou a liberação de um cartão-reforma para as vítimas das chuvas que atingiram Pernambuco no último final de semana. Serão disponibilizados R$ 25 milhões para a reforma de casas destruídas pelas enchentes. Caberá às prefeituras indicarem as pessoas que serão beneficiadas. Há, no Estado, cerca de 55 mil pessoas desalojadas ou desabrigadas por causa das enchentes.
O ministro das Cidades, Bruno Araújo, informou que o programa só será lançado nacionalmente no dia 19, em Caruaru, no Agreste. Mas devido aos estragos provocados pelo temporal, o governo federal decidiu antecipar R$ 25 milhões para o Estado. “Esperamos que as famílias tenham acesso ao cartão o mais rapidamente possível. Caberá às prefeituras fazerem o levantamento de quem será contemplado e as áreas”, explicou Bruno Araújo.
As famílias devem ter renda familiar mensal de até R$ 2.811 e serem proprietárias do imóveis, que devem estar localizados em área passível de regularização. Do total de recurso que cada cidade terá direito, os prefeitos poderão destinar 15% para pagamento às equipes técnicas (engenheiros, arquitetos, assistentes sociais) que farão o estudo para indicar os beneficiados.
Bruno Araújo informou que não há repasse de dinheiro diretamente para as pessoas. É colocado um crédito no cartão – os valores podem variar de R$ 2 mil a R$ 9 mil, a depender do serviço que será necessário fazer em cada residência. O pagamento não é feito de uma só vez. Acontecerá semanalmente, de acordo com o andamento dos reparos no imóvel. Não é permitido utilizar o benefício para comprar móveis e eletrodomésticos, por exemplo. O uso é exclusivo para material de construção. Lojas de materiais de construção poderão se cadastrar para receber a verba do cartão-reforma.
O valor que cada cidade terá direito vai depender do seu déficit habitacional. Segundo o ministro das Cidades, apesar de atender, nesse momento, as vítimas das enchentes, o critério para definir o montante de cada município não será a quantidade de famílias desalojadas. Ribeirão, por exemplo, na Zona da Mata, terá R$ 500 mil. “Vamos beneficiar cerca de 150 famílias”, estima o prefeito, Marcelo Maranhão.
Outros R$ 17,5 milhões prometidos pela União devem chegar nesta sexta-feira (2) para o governo estadual. O Ministério da Integração Nacional autorizou o recurso nessa quinta-feira (1º),  por meio de publicação em uma edição extra no Diário Oficial. “Vamos usar os recursos prioritariamente na limpeza das ruas e em ações de Defesa Civil”, ressaltou o secretário estadual de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni.
Também foi anunciada a construção de mais de duas mil unidades habitacionais, em uma nova fase do programa Minha Casa Minha Vida. Serão investidos R$ 201 milhões em 2.697 unidades habitacionais. Além disso, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, autorizou que 468 unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, construídas em Barreiros, na Zona da Mata, sejam entregues a famílias que perdem suas moradias na enchente do último fim de semana. Em Jurema, no Agreste, serão 57 residências para essas pessoas. Ele anuncia hoje, em Brasília, um novo modelo de contratação do programa. 

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário