quarta-feira, 28 de junho de 2017

Descoberta nova espécie de perereca em Pernambuco

Perereca
PererecaFoto: ICMBio / divulgação
Uma nova espécie de anfíbio foi descoberta na Reserva Biológica (Rebio) de Pedra Talhada, unidade de conservação federal situada entre os municípios de Garanhuns (PE) e Palmeira dos Índios (AL), na região Agreste dos estados.
A espécie é uma perereca com tamanho entre 24 cm e 29 cm de comprimento, coloração predominantemente verde, com pequenos pontos amarronzados nos membros e uma linha escura na região dorso-lateral desde a ponta do nariz até a virilha.
A espécie recebeu o nome científico de Sphaenorhynchus cammaeus, que significa "pedra esculpida preciosa de duas cores", numa alusão à coloração e pela descoberta ter sido feita na Rebio de Pedra Talhada.
De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) responsável por gerir a unidade de conservação, a perereca só é encontrada na Lagoa do Junco, uma das áreas de vegetação mais conservadas do lugar, a cerca de 850 metros de altitude.
As pesquisas revelam que o período reprodutivo da fêmea ocorre entre os meses de junho e julho, quando se inicia a estação chuvosa. Os machos vocalizam na vegetação aquática da lagoa, principalmente no horário entre 16h e 23h. O artigo foi publicado no periódico internacional Herpetologica.
Pedra Talhada

Além de proteger um dos maiores fragmentos de Mata Atlântica do interior de Alagoas e Pernambuco, com 4,3 mil hectares, a reserva é considerada um importante centro de endemismo de aves, dentre elas, algumas ameaçadas de extinção, como o gavião-pomba (Leucopternis lacernulatus), o uru-do-nordeste (Odontophorus capueira plumbeicollis) e o pica-pau-anão-dourado (Picumnus exilis pernambucensis).

FOLHA PE

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário