quarta-feira, 28 de junho de 2017

Cubano de 34 anos é preso com R$ 17,9 mil em notas falsas e arma de fogo

Fonte: FolhaPE

Um cubano foi preso em flagrante, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Federal, ele é suspeito de traficar drogas e repassar dinheiro falso no bairro Maurício de Nassau. A prisão, divulgada nesta terça-feira (27), foi executada pela Polícia Militar na noite de segunda (26), por volta das 18h.
O estrangeiro chama-se Yendri Alves Hidalgo, tem 34 anos, é estudante e casado com brasileira moradora de Caruaru, e tem dois filhos. Ele não possui antecedentes criminais e disse à PF ter sido vítima de armação e não soube informar como as cédulas, armas e as munições foram parar dentro de seu veículo. Ele está legalmente no Brasil registrado como estrangeiro permanente. 
A PM de Toritama, também no Agreste, havia recebido a denúncia de que ele estaria cometendo os crimes. Ao averiguar a denúncia, o suspeito foi visto em um carro Peugeot branco e abordado para uma vistoria. No carro havia 179 cédulas falsas de R$ 100 – um total de R$ 17.900, um revólver calibre 38 sem registro com cinco munições calibre .38 deflagradas, 38 munições não deflagradas calibre 9mm, além de um aparelho celular.
Yendri foi levado para a Delegacia de Polícia Federal em Caruaru e autuado em flagrante pelo crime. Caso seja condenado, ele pode pegar penas que variam de 3 a 20 anos de prisão, além de multa. Os crimes estão, segundo a PF, nos artigos 289, § 1º do Código Penal: adquirir ou guardar moeda falsa, e artigos 14 e 16 da Lei 10.826/03, posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e posse ilegal de munição de uso restrito. 
Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no Instituto de Medicina Legal (IML) e foi encaminhado para a audiência de custódia, que decidirá pela sua prisão preventiva ou liberação para responder ao processo em liberdade. Caso seja ratificada a sua prisão a Polícia Federal o encaminhará posteriormente para o Presídio Juiz Plácido de Souza em Caruaru, onde ficará à disposição da Justiça Federal.
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário