terça-feira, 27 de junho de 2017

Após chuvas, Compesa diminui dias sem água em Caruaru

Abastecimento de água
Abastecimento de águaFoto: Agência Brasil
O tempo que os moradores de Caruaru, no Agreste pernambucano, passam sem água nas torneiras será reduzido de 20 para 15 dias a partir de terça-feira (27), anunciou a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). A medida será adotada por conta das chuvas que vem enchendo a Barragem do Prata, um dos sistemas responsáveis pelo abastecimento da cidade. Nesta segunda (26), o reservatório alcançou 79,4 % da capacidade total de armazenamento.
De acordo com a Compesa, o volume acumulado (42 milhões de metros cúbicos de água) já garante segurança hídrica para prorrogar o uso da água do Prata até o próximo verão. Assim, o município de Caruaru passa a contar com um novo rodízio de distribuição de água, sendo cinco dias com água para 15 dias sem. A notícia foi divulgada nesta segunda, após reunião do presidente da Compesa, Roberto Tavares, com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.
O regime anterior vigora em Caruaru desde o colapso da Barragem de Jucazinho, localizada em Surubim, no Agreste, em setembro de 2016. Na época, implantou-se o calendário de quadro dias com água e 12 dias sem, que vigorou até fevereiro de 2017. Em março, o rodízio foi novamente ampliado para cinco dias com água e 20 dias sem, que durou até esta segunda.
De acordo com a Compesa, o nível da Barragem de Jucazinho está melhorando desde o início do ciclo de chuvas, em maio. No mês, o reservatório saiu da situação de pré-colapso e, desde então, se recupera de forma satisfatória.
Além do Sistema do Prata, Caruaru e mais cinco cidades do Agreste estão usando o Sistema Pirangi. No entanto, com as fortes precipitações do final de maio, o Rio Pirangi transbordou e provocou uma inundação na Estação de Bombeamento, queimando os painéis elétricos. Os equipamentos ainda estão em manutenção e a previsão é que a operação do Sistema Pirangi volte em 45 dias.
A expectativa da Compesa é voltar a reduzir o calendário de distribuição em Caruaru e demais municípios da região assim que as obras de ampliação das estações de bombeamento do Sistema do Prata/Pirangi forem concluídas, em setembro deste ano. O governador Paulo Câmara autorizou o investimento de R$ 2,6 milhões para instalação de novos conjuntos de motobombas.
Os equipamentos, mais potentes, vão possibilitar o aumento da capacidade transporte de água do sistema de 740 litros por segundo para 950 litros por segundo.

FOLHA PE
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário