sexta-feira, 2 de junho de 2017

Apac prevê chuvas fracas neste fim de semana em Pernambuco

Chuva nas ruas do Centro do Recife
Chuva nas ruas do Centro do RecifeFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) prevê chuvas leves a fracas em Pernambuco para esta sexta-feira (2) e fim de semana. A tendência é que o tempo se mantenha assim até o próximo dia 9 de junho. A temperatura pode variar entre 32º a 15° em todo o estado.

Para esta sexta, a Apac espera tempo nublado a parcialmente nublado com chuva rápida de forma isolada nas primeiras horas da manhã e noite com intensidade fraca para a Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata. Para o Agreste e Sertão pernambucano, a expectativa é de tempo parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada no período da tarde e noite com intensidade fraca.

Desde o último final de semana, as chuvas vêm castigando vários municípios do Agreste e Mata Sul de Pernambuco por falta de barragens para conter o nível dos rios. Até o momento, o Estado contabiliza cinco mortes (sendo duas no Recife), um desaparecimento, 4.363 desabrigados (abrigados em prédios públicos) e 41.768 desalojados (abrigados em casa de parentes e amigos).

Ao todo, 31 municípios foram afetados pelas chuvas e enchentes, dentre os quais 24 estão em estado de emergência. São eles: Caruaru, Ipojuca, Joaquim Nabuco, Jurema, Lagoa dos Gatos, Primavera, Quipapá, Sirinhaém, Tamandaré, Xexéu, Belém de Maria, Gameleira, Palmares, Amaraji, Maraial, Ribeirão, Cortês, Barra de Guabiraba, São Benedito do Sul, Rio Formoso, Catende, Água Preta, Jaqueira e Barreiros. São Joaquim do Monte, Altinho, São José da Coroa Grande, Cupira, Escada, Bonito e Gravatá completam a lista.

A Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) segue monitorando a situação, sobretudo nos municípios da região da Zona da Mata. "Estamos em alerta. Mas aconselhamos quem mora perto de barreiras que se desloquem para a casa de parentes", sugere o secretário executivo da Codecipe, tenente-coronel Fábio Rosendo.


Hospital de Campanha
Em Rio Formoso, começou a funcionar nesta sexta-feira (2) um Hospital de Campanha Móvel do Exército. A Folha de Pernambuco esteve no local durante a abertura, às 7h30, e conversou com médicos e pacientes. Até agora, o maior risco observado é de esquistossomose, uma vez que havia muitos caramujos na área quando a água baixou. Há várias pessoas doentes na área, principalmente com quadros virais e frieiras.

O hospital, que começou a ser montado na quinta (1º), tem 900 m² e contempla dez barracas de 48 metros quadrados. É composto por salas de triagem e de procedimentos, emergência, sala vermelha, ambulatório, posto de enfermagem, laboratório, farmácia, enfermaria e banheiros. No local, devem ser realizados atendimentos ambulatoriais de clínica geral, ortopedia e pediatria.

O hospital móvel, segundo o Ministério da Defesa, também pode dar suporte a situações emergenciais e, caso necessário, fazer a remoção para outras unidades de atendimento. De acordo com o Exército, haverá ambulâncias, UTI móvel e UTI operacional, capazes de circular em terrenos de difícil acesso. A estrutura ficará a disposição do Estado por 180 dias. 


http://www.folhape.com.br/noticias/noticias/chuvas/2017/06/02/NWS,29767,70,648,NOTICIAS,2190-APAC-PREVE-CHUVAS-FRACAS-NESTE-FIM-SEMANA-PERNAMBUCO.aspx

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário