segunda-feira, 29 de maio de 2017

Volume de chuva pode superar o da tragédia de 2010, diz governador

Por TV Jornal

Reprodução/TV Jornal
O Governador de Pernambuco, Paulo Câmara, falou no início da tarde deste domingo (28) sobre as chuvas que atingem o estado há mais de 48h. A região da Mata Sul é a mais afetada e apresenta um volume de chuva que pode superar o da tragédia de 2010, quando centenas de pessoas ficaram desabrigadas e cidades foram destruídas.
"Na tragédia de 2010, em três dias choveu 180mm. Hoje, em dois dias, já são 140mm, e a previsão da APAC (Agência Pernambucana de Águas e Clima) é que continue chovendo mais. Já foi decretado estado de calamidade em 13 municípios da Mata Sul", contou Paulo Câmara durante coletiva de imprensa.
Para minimizar os danos, 200 homens da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros estão sendo enviados para reforçar os trabalhos de resgate nas cidades. O grupo vai ficar na região por tempo indeterminado, de acordo com o Governo de Pernambuco.
A Coordenadoria de Defesa Civil do Estado de Pernambuco (Codecipe) está enviando mantimentos e barracas para doações estão sendo montadas em vários pontos da cidade - a divulgação da lista ainda deve ser feita pelo governador. Ainda de acordo com Paulo Câmara, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) está monitorando os reservatórios e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PE) está de prontidão para recuperar as estradas.

Gabinete de Crise

O governador Paulo Câmara informou que já foi montado um Gabinete de Crise que vai funcionar 24 horas. O objetivo é alertar e dar suporte à população. Ao todo, 5 mil pessoas estão desabrigadas de acordo com um balanço inicial. Mas, como o próprio governo admitiu, esse número pode ser bem maior.

Enchente de 2010

No ano de 2010, Pernambuco e Alagoas enfrentaram duras enchentes durante o mês de junho, ao longo dos rios Una, Sirinhaém, Piranji, Mundaú e Canhoto. Mais de 30 municípios dos dois estados declararam situação de emergência e as chuvas causaram 47 mortes.

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário