terça-feira, 16 de maio de 2017

Família envenenada em almoço de Dia das Mães está internada em estado grave

Por TV Jornal

Foto: Edelmar Melo / JC Imagem
É grave o estado de saúde de membros de uma família que foram envenenados durante o almoço de Dia das Mães, na tarde deste domingo (14), no bairro de Camaragibe, Grande Recife. Débora Regina Belo Soares, 20 anos, o pai dela, Regivaldo Francisco Soares, e o irmão, Talisson Soares, estão na UTI do Hospital da Restauração (HR), no Centro do Recife, e do Hospital Nossa Senhora do Ó, em Paulista, respectivamente.
Os três são os que inspiram mais cuidados. Ao todo, nove pessoas da mesma família foram envenenadas e precisaram ser socorridas para unidades de saúde do Grande Recife. A suspeita é que eles tenham ingerido chumbinho, veneno usado para matar ratos, que foi misturado em um tempero utilizado para preparar a refeição.
Vilma Maria Soares, 48 anos, José Edson Soares da Silva, 21 anos, e Gleice Kelly Soares, 16, foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Torrões, na Zona Oeste do Recife. Eles estão em observação e vão ser reavaliados ainda pela manhã desta segunda-feira (15). No Hospital da Restauração (HR), junto com Débora Regina Belo Soares, estão a tia dela, Valquilene Maria Soares, 34 anos, o avô, Augusto Francisco Soares, 88, e a avó, Nilva Maria da Silva, 65. A tia e os avós estão na emergência. O quadro de saúde de Valquilene Maria é estável. Já os de Nilva Maria e Augusto Francisco inspira cuidados.
O ex-namorado de Débora Regina, que está entubada na ala vermelha da UTI do HR, está sendo investigado e pode ter colocado o veneno no tempero. De acordo com o delegado Adyr Almeida, o rapaz estaria insatisfeito com o término do namoro e teria ido à casa da vítima para envenenar o almoço do Dia das Mães, preparado pela própria Débora no sábado (14).
O delegado Adyr Almeida, que iniciou as investigações do envenenamento de nove pessoas da mesma família durante um almoço de Dia das Mães, na tarde deste domingo (14), afirma que não há dúvidas de que o caso se trata de uma tentativa de homicídio. O trabalho da polícia agora quer identificar o culpado, que, de acordo com familiares e amigos das vítimas, seria o ex-namorado de Débora Regina Belo Soares, 20 anos.
"As investigações quer saber o que houve ali. Recolhemos alguns materiais e há indícios de que o veneno usado foi chumbinho (usado para matar rato e que tem venda proibida). Ele teria sido colocado no colorau", comentou o delegado. "Estamos atrás dele para fazer a ouvida. Queremos ouvir a versão dele. Porém, se ficar confirmado, será indiciado por tentativa de homicídio. A motivação seria passional", finalizou Adyr Almeida.

PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário