segunda-feira, 15 de maio de 2017

Em pesquisa, Lula retrocede 18% nas intenções de votos

LeiaJá
Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo Apesar da queda, o ex-presidente ainda mantém a liderança Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo Em mais uma pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa UNINASSAU, neste sábado (13), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece liderando as intenções de votos para as eleições presidenciais. O levantamento, encomendado pelo LeiaJá em parceria com o Jornal do Commercio, mostra que, se o pleito fosse hoje, o petista teria 47% dos votos dos pernambucanos. Apesar da liderança, em comparação com a pesquisa que foi divulgada há pouco mais de um mês, quando ele disparava com 65%, o percentual retrocedeu 18%. 
Para o coordenador da pesquisa e cientista político, Adriano Oliveira, pode não existir nenhuma causa específica para permitir essa queda, mas também pode ser uma reação da população aos escândalos de corrupção ligados a ele. “Não sabemos aonde irá parar a Operação Lava Jato. Nós não sabemos também qual será a relação do eleitor quando ocorrer uma decisão final da Lava Jato em relação ao ex-presidente Lula, portanto, neste momento temos que ter certa paciência para vislumbrar o palco eleitoral de 2018”, declarou.
A pesquisa estimulada do Instituto UNINASSAU aponta como o principal adversário de Lula o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), porém com um percentual bem menor de 9%. Ocupa a terceira colocação a ex-ministra Marina Silva (6%). O prefeito paulista, João Doria (PSDB); o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); e o ex-ministro Ciro Gomes aparecem empatados com 2% cada. Os brancos, nulos ou que não votariam em nenhum totalizam 21% já os que não souberam responder somam 11%.
A maioria dos entrevistados que votariam em Lula possuem renda familiar de até um salário mínimo somando 54%. Já, ao contrário, os que votariam em Bolsonaro possuem renda acima de 5 salários mínimos representando 21%.
Os dados também destacam que o principal eleitorado de Lula se encontra na região do São Francisco (75%) e do Sertão (62%). Já Bolsonaro, na proporção devida, tem maior aderência dos eleitores recifenses (14%). O parlamentar só tem o apoio de 3% dos moradores da localidade do São Francisco e apenas de 7% dos sertanejos.
O estudo ainda mostra que Lula possui um eleitorado com grau de instrução bem inferior sendo 54% com o fundamental completo e 51% incompleto. Já Bolsonaro, em sua maioria, possui o ensino superior (13%).
Adriano Oliveira explica que Bolsonaro representa aqueles eleitores que já votaram em Lula, mas que hoje tem desesperança no chamado “lulismo”. “Então, ele é uma oposição incipiente ao lulismo e também há eleitores que foram do PSDB, mas que hoje não votam mais no candidato do PSDB, mas considero esses eleitores volúveis. Não vejo ainda Bolsonaro com um eleitorado consolidado. O vejo como um candidato que pode perder votos quando o candidato do PSDB for apresentado como, por exemplo, João Doria”, salientou.
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário