segunda-feira, 29 de maio de 2017

Duas pessoas já morreram e 5 mil estão desabrigadas em PE

LeiaJá
Cortesia Belém de Maria ficou debaixo d´água Cortesia O Governador Paulo Câmara anunciou neste domingo (28), em coletiva de imprensa, que 13 municípios de Pernambuco encontram-se em estado de calamidade, devido às fortes chuvas que caíram nos últimos dois dias. Segundo os dados da Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe), duas pessoas morreram, uma está desaparecida e cerca de 5 mil pessoas já estão desabrigadas.
Da sexta (26) a este domingo, choveu equivalente a 140 milímetros, situação bastante parecida com a que ocorreu em 2010, quando a Mata Sul, que aparece novamente como a área mais atingida pelas chuvas, teve cidades praticamente destruídas. As cidades de Amaragi e Rio Formoso são as que estão em pior situação dentre as mais atingidas. Ribeirão, Barra de Guabiraba, Palmares, Belém de Maria, São Benedito do Sul, Barreiros, Cortês, Catende, Maraial, Água Preta e Jaqueira também estão na lista de calamidade.
Para tentar controlar a situação, foram criados sete Gabinetes de Crise e Monitoramento que serão montados em algumas das cidades. Eles vão servir como centros de ajuda à população e recebimento de doações. Ainda para dar apoio aos municípios, os Bombeiros deslocaram 200 homens para trabalhar nos locais, dez viaturas, dez embarcações e dois helicópteros para sobrevoo e possíveis resgates.
A Defesa Civil irá montar um ponto de doações para os atingidos no Recife, ainda sem local confirmado. O secretário executivo da Codecipe, tenente-coronel Fábio Rozendo, explicou quais produtos são mais urgentes nesse primeiro momento: "Lençois, cobertores, colchões, água mineral e alimentos de pronto consumo, como biscoitos e industrializados, são de extrema importância nesas horas."
De acordo com Paulo Câmara, estas chuvas só não foram tão graves quanto as de 2010 por conta de uma organização prévia, uma vez que a Apac já tinha feito uma previsão da situação, e da existência da barragem de Serra Azul. Segundo Márcio Estefano, Secretário de Planejamento, a barragem acumulou algo em torno de 15 milhões de metro cúbicos de água em apenas dois dias, evitando o agravamento das enchentes. “A barragem está operacional e funcionando. Sem ela, as cenas que estamos vendo seriam ainda piores”, explicou o secretário.
Ainda esta tarde, Paulo Câmara fará sobrevoos pela Mata Sul para avaliar a situação de perto e, à noite, receberá o presidente Michel Temer no Plácio do Campo das Princesas para discutir a situação das enchente. "O presidente chegará por volta das 19h e faremos uma reunião fechada. Vamos conversar sobre o está acontecendo e também pedir repasse de verbas para a construção de novas barragens", contou o governador.
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário