quinta-feira, 4 de maio de 2017

Auxílio-alimentação gera polêmica na Câmara Municipal do Recife

Jayme Asfora é vereador do Recife pelo PMDB
Jayme Asfora é vereador do Recife pelo PMDBFoto: Arthur Mota/Folha PE
Por Leonardo Malafaia
Da Folha de Pernambuco
R$ 4.595,00, o equivalente a cerca de 303 refeições populares, custando uma média de R$ 15,00. É essa verba que os vereadores da cidade do Recife passaram a receber após votação na sessão de 27 de abril, sendo publicado no Diário Oficial de 29 de Abril. Antes, a quantia paga, mensalmente, a cada parlamentar era de R$ 3 mil.
Apenas dois vereadores se pronunciaram, sendo que um deles, o psolista Ivan Moraes, chegou a estar presente na sessão ordinária que aprovou o reajuste, mas precisou se ausentar no ‘prolongamento do expediente’, momento em que foi apresentado o aumento.
Apesar de garantir que, se estivesse presente, votaria contra o projeto, Ivan informou que não renunciará à vantagem monetária. “Não vou devolver. Todo mundo aqui usa, vamos utilizar a quantia em benefício do mandato”, declarou.
Jayme Asfora (PMDB), que também não estava presente na Casa no dia da votação, e que optou por não receber o auxílio desde 2013, quando assumiu o seu primeiro mandato, também se manifestou de forma contrária. “Sou contra esses auxílios de alimentação, moradia, combustível, paletó etc; sobretudo por serem pagos como formas indiretas de remuneração”, ponderou.

 http://www.folhape.com.br/politica/politica/blog-da-folha/2017/05/03/BLG,2842,7,509,POLITICA,2419-AUXILIO-ALIMENTACAO-GERA-POLEMICA-CAMARA-MUNICIPAL.aspx
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário