quinta-feira, 13 de abril de 2017

Idoso é encontrado em estado de desnutrição e desidratação em Olinda

Hospital Tricentenário, em Olinda
Hospital Tricentenário, em OlindaFoto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco
Um idoso de 86 anos foi encontrado na própria residência em estado de desnutrição e desidratação e encaminhado, na tarde desta terça-feira (11), à enfermaria do Hospital Tricentenário, em Olinda, onde está internado.
O homem estaria acompanhado da esposa e teria sido socorrido após denúncia anônima realizada no Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (Ciappi), programa da Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), do Governo de Pernambuco.
Segundo a Secretaria Executiva de Direitos Humanos, no momento, o estado dele é estável, mas ainda não há previsão de alta. Ainda segundo a secretaria, nenhuma informação pessoal da idoso, como nome, bairro onde mora ou parentes, pode ser divulgada, visando a preservar a exposição dos envolvidos.
Uma visita da equipe técnica do Ciappi  à casa do idoso revelou que o idoso poderia estar sofrendo crimes de negligência, que acontece quando há descuido ou omissão de cuidados básicos, dificultando o desenvolvimento físico, emocional e social de pessoas com mais de 60 anos, e também abuso financeiro, com a retenção do seu cartão bancário. Esses crimes estão previsto no Estatuto do Idoso – Lei Nº 10.741/20.
O Centro notificou, com um oficio, o Ministério Público de Pernambuco e a Delegacia do Idoso para instauração do inquérito e responsabilização. O Ciappi recebe denúncias de violação dos direitos humanos contra a pessoa idosa e encaminha os casos para os órgãos responsáveis.
Dados do Disque Denúncia, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, revelam que a negligência é a principal forma de violência contra o idoso e muitas vezes leva a outras formas de exploração como abuso financeiro, econômico e violência física.
Além disso, os dados também mostram que, na maioria dos casos, os responsáveis pelas violações são os próprios familiares, cuidadores e funcionários das instituições ou lares onde idosos estão internados. “As famílias precisam estar atentas a esses cuidados, não só a família, mas os amigos e vizinho. Se identificarem esses sinais (de negligência ou abuso financeiro), denunciem”, recomenda Eduardo Figueiredo, secretário Executivo de Direitos Humanos.
Denuncie
- Ciappi: (81) 3182-7649
- Ouvidoria: (81) 3183-3055
- Ministério Público: (81) 3182-7417
- Delegacia do Idoso: (81) 3184-3773

Folha PE
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário