domingo, 19 de março de 2017

Quase 70% apontam serviço de ônibus como ruim ou péssimo

LeiaJá
Alexandre Cunha/LeiaJáImagens Alexandre Cunha/LeiaJáImagens Insatisfação. A palavra resume o sentimento dos usuários recifenses em relação ao transporte público oferecido pelo Estado. Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas UNINASSAU, encomendada pelo LeiaJá em parceria com o Jornal do Commercio, traz um raio-x sobre a percepção de quem enfrenta na pele, diariamente, as insuficiências de um sistema problemático.
Do total de entrevistados, 65,4% consideram o serviço de ônibus 'ruim' ou 'péssimo'. A reprovação é gritante: apenas 4% dos usuários avaliam o transporte como 'bom'. Parte do descontentamento dos passageiros está ligada à falta de estrutura das paradas e terminais integrados. Para 57,9%, os pontos de ônibus estão abaixo do que consideram como razóavel.
Estatísticas e números alarmantes pedem reflexão e análise por parte das autoridades competentes. Por exemplo, 75,6% dos usuários têm medo de andar de ônibus na Região Metropolitana do Recife. Destes, 99,4% apontam a falta de segurança/violência como principal causa do temor em estar dentro de um ônibus. Intranquilas, as pessoas não concordam com os anuais aumentos de tarifas e criticam a gestão do governador Paulo Câmara, a quem atribuem a responsabilidade pela insegurança.
O levantamento também ouviu os usuários do metrô. Apesar da crítica ser menos severa, a população acredita na necessidade de o serviço melhorar. A superlotação e a desordem nos vagões são pontos negativos apontados.
Realizada no dia 6 de março de 2017, a pesquisa entrevistou 624 usuários do transporte público da Região Metropolitana do Recife. As amostras foram coletadas nos terminais integrados do Aeroporto, do Barro, Joana Bezerra e Recife, além dos terminais Tancredo Neves e Cajueiro Seco. 
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário