sábado, 4 de março de 2017

Escola da rede municipal de Limoeiro suspende aulas por conta de ameaças

 
A Escola Municipal Luís Sátiro Pereira, unidade de ensino da rede municipal de Limoeiro, suspendeu as aulas na tarde dessa sexta-feira (3) por conta de ameaças contra funcionários. Em contato com a nossa reportagem, a direção da escola, que fica na Vila Mendes, disse que três suspeitos ameaçaram invadir a escola e agredir as professoras. O problema teria começado nesta quinta-feira (2), quando uma aluna de 4 anos teria apresentado um hematoma. Segundo colegas da menina, ela teria sido vítima de uma queda, mas mãe denuncia que foi agressão praticada por uma professora. “Ela (filha) foi agredida por uma substituta. Ela (professora) agrediu minha filha com a sandália. Culpa dos responsáveis que colocam pessoas incompetentes por conhecimento. Motivo da agressão: minha filha estava conversando com a amiguinha da sala”, postou a mãe da aluna em uma rede social.

Segundo a direção, conselheiros tutelares estiveram no local e coletaram dos outros alunos a informação de queda da criança, inclusive, emitindo um relatório com a afirmativa. A mãe da aluna não aceitou a conclusão do conselho e registrou queixa. “Acabei de chegar da delegacia e foi feito o corpo de delito na minha filha. Foi comprovado que realmente foi uma ‘sandalhada’ que a substituta deu. Ela foi afastada e o caso foi encaminhado para o Fórum. Muito obrigada pelo apoio de todos”, diz a nova postagem dela. A direção da escola disse que por conta da ameaça foi registrado um Boletim de Ocorrência (BO) e que “as professoras não vão dar aulas até que a polícia faça a segurança”. No período da tarde trabalharam 8 pessoas, sendo 4 professoras, 1 auxiliar, 1 merendeira, 1 apoio pedagógico e 1 secretário. Até o momento a secretaria de Educação de Limoeiro não se manifestou sobre o caso. (Imagem | Google Maps)

http://blogdoagreste.blogspot.com.br/
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário