quarta-feira, 15 de março de 2017

Deputado defende novo modelo para a previdência no Brasil

LeiaJá
Reprodução/Facebook Reprodução/Facebook Termina, nesta terça-feira (14), o tempo para que os deputados que tenham interesse em apresentar emendas à proposta da reforma da Previdência consigam colher as 171 assinaturas necessárias para validas suas proposições. Na tarde de hoje, o deputado federal Daniel Coelho (PSDB), em conversa concedida ao LeiaJá, disse que o Partido dos Trabalhadores (PT) e a oposição são os responsáveis pelas dificuldades que o Brasil enfrente atualmente, inclusive, sobre o tema previdenciário, por o terem tratado “politicamente”.
O tucano declarou que, da forma que a reforma está sendo apresentada, mesmo que seja aprovada, poderá resolver a questão nos próximos dois ou até cinco anos, mas que terá que ser discutida, futuramente, daqui há dez ou quinze anos. “Temos uma proposta do Governo Federal, que é um endurecimento das regras desse modelo de Previdência, que o PT não quer alterar, mas que continua sendo um modelo ineficiente. Não podemos ficar com o modelo atual que é defendido pelo PT e pela oposição. Não adianta somente endurecer como propõe o governo, precisa de uma pauta nova, um sistema novo e é por isso que a gente aproveitou a emenda”.
Coelho defende um modelo previdenciário desenhado por acadêmicos da USP/FIPE ressaltando que o novo sistema, para novos contribuintes, equilibrará contas e trará justiça a longo prazo.
“Nós, basicamente, tínhamos duas alternativas e estamos apresentando a terceira. É um modelo de Previdência sustentável a ser praticado e implementado apenas por novos contribuintes, a partir dos 18 anos. É um modelo de capitalização utilizando-se, inclusive, de forma opcional. Quem decide é o contribuinte, mas ele podendo aportar no seu fundo de previdência, obter um ganho futuro maior o seu FGTS, que hoje é administrado pelo governo com uma taxa bem mais baixa, então, a gente defende essa alternativa”, explicou.
Ele declarou que conseguiu a quantidade de assinaturas necessárias e que, o próximo passo, é o início do “convencimento”. Daniel Coelho quer evitar que se faça um “remendo” no modelo atual, que afirma estar “errado”. “Para que de verdade a gente comece, pelo menos, apresentar para quem tem a partir de 18 anos, daqui para frente, um modelo sustentável, novo, de capitalização, no qual não haja privilégios e onde as pessoas consigam efetivamente ter os seus rendimentos no tempo de aposentadoria condizente com aquilo que eles contribuíram”, complementou.
Daniel Coelho acredita que a tendência é de um debate tenso e de muitas modificações a serem feitas nas próximas semanas e que o texto final sofrerá “inúmeras” modificações pela quantidade de emendas feitas tanto pela oposição como pelos deputados governistas. “São tantas propostas que fica difícil a gente saber qual é que vai receber mais adesão. O governo apresentou uma proposta que, não necessariamente, será a que vai chegar ao plenário. Você tem uma comissão e um relator para analisar e você tem uma centena de diferentes alternativas que foram apresentadas pelos parlamentares. Então, é muito difícil ter uma previsão”, disse.
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

O Portal Bom Jardim é um site de notícias da cidade de Bom jardim/PE, que prima pela qualidade das informações, pois considera importante qualificar as discussões nas suas áreas de maior abrangência. Visando oferecer aos internautas conteúdos até então pouco explorados regionalmente! Há 3 anos no mercado, buscamos dia a dia aperfeiçoar e ampliar nosso universo de noticias. Por todos estes motivos é que o site Portal Bom Jardim é um espaço viável para receber o seu anúncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário