domingo, 26 de fevereiro de 2017

Professores estaduais de PE anunciam greve

LeiaJá
Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo Professores pedem melhores condições de trabalho Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo Depois de uma assembleia geral, realizada na manhã desta quarta-feira (22), no Teatro Boa Vista, área central do Recife, membros do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) decidiram deflagrar greve geral, proposta pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). A paralisação dos professores das escolas estaduais será no dia 15 de março.
De acordo com o presidente do Sintepe, José Fernando de Melo, a greve geral irá acontecer a partir do dia 15 de março e os pontos de reivindicação são contra a reforma da previdência e em defesa do piso salarial dos professores. "A greve será por tempo indeterminado", garantiu. Ele acrescenta ainda que, entre os municípios que já confirmaram a deflagração no Estado, encontram-se Jaboatão, Olinda, Cabo de Santo Agostinho, além de mais 33 cidades do Brasil.
No dia 3 de março, cerca de oito sindicatos de Pernambuco irão se reunir no Sintepe para um ação conjunta e de participação na greve. No dia 8 haverá um debate sobre a reforma da previdência.
Melo também salienta que uma pauta foi aprovada pela assembleia, com vários itens, formados em quatro eixos, relacionados às melhorias nas condições de trabalho, saúde do trabalhador, valorização salarial e formação do trabalhador em educação. As reivindicações serão entregues ao governador Paulo Câmara por meio de um ofício, em prol da valoração da categoria.
Com informações Lara Tôrres
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário