sábado, 25 de fevereiro de 2017

Preso suspeito de matar família em São Gonçalo; rapaz de 19 anos é procurado

Diego Moreira da Cunha
Diego Moreira da Cunha

A polícia prendeu mais um suspeito de assassinar Soraya Gonçalves de Resende, seu marido e a filha do casal em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Diego Moreira da Cunha, de 23 anos, estava em Saquarema, na Região dos Lagos, quando foi capturado por agentes da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, que investiga o caso, na noite desta quinta-feira. Em depoimento, ele confessou o crime.
Três armas foram apreendidas e serão periciadas para saber se foram usadas nas mortes de Soraya, do marido, o diretor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Wagner Salgado, e da filha do casal, Geovanna, de 10 anos. Os policiais também encontraram um Chevrolet Prisma de cor prata que teria sido usado pelos suspeitos para ir à casa das vítimas.

Diego seria um dos dois atiradores que efetuaram os disparos contra as vítimas. Ele é amigo de Matheus Resende Khalil, de 23 anos. Sobrinhos de Soraya, Matheus e seu irmão gêmeo, Lucas, também estão pesos acusados de envolvimento no crime. Os agentes, agora, procuram Gabriel Botrel de Araújo Miranda, de 19 anos, que seria o outro atirador, além de Simone Gonçalves de Resende. Irmã de Soraya e mãe de Matheus e Lucas, Simone é apontada pela polícia como a mentora do crime.

Gabriel é procurado pela polícia
Gabriel é procurado pela polícia Foto: Divulgação
Gabriel é instrutor de tiro, seu o pai é dono de um estande, e teria usado um pano como silenciador da arma que usou. Foi na casa dele, em Saquarema, que a polícia encontrou as três armas.
Diego, porém, contou em seu depoimento na delegacia uma versão que diminui o seu grau de envolvimento nos assassinatos. O suspeito disse aos policiais que ele apenas dirigiu o carro e que somente Matheus e Gabriel estavam na cena do crime. Segundo Diego, Gabriel seria o responsável pelos disparos.
O suspeito preso contou ainda que receberia R$ 20 ml de Simone, que pagaria outros R$ 20 mil para Gabriel, na versão de Diego. Já para os filhos Matheus e Lucas a mulher teria prometido parte da herança de R$ 7 milhões que disputava com a irmã.
Simone chegou a prestar depoimento na delegacia na semana passada, logo depois dos assassinatos, que ocorreram no último dia 17 (sexta-feira). Agora, porém, está foragida.

Simone de Resende: irmã de Soraya, ela é suspeita de ser a mandante do crime. O motivo seria uma briga pela herança do pai
Simone de Resende: irmã de Soraya, ela é suspeita de ser a mandante do crime. O motivo seria uma briga pela herança do pai Foto: Reprodução de vídeo

As armas apreendidas pela polícia na casa de um dos suspeitos: assassinos usaram pelo menos um revólver e uma pistola nas execuções
As armas apreendidas pela polícia na casa de um dos suspeitos: assassinos usaram pelo menos um revólver e uma pistola nas execuções
Os irmãos Matheus e Lucas foram presos nesta quinta-feira. Matheus foi à delegacia de Homicídios para para prestar depoimento e confessou ter acompanhado os atiradores contratados pela mãe, Simone, para matar a irmã e sua família até o apartamento onde eles moravam, no bairro Trindade.
Já Lucas se apresentou na manhã daquele dia na delegacia de Saquarema. O rapaz foi transferido à tarde para a DH, onde chegou algemado.

Matheus Resende Khalil: irmão gêmeo de Lucas também foi preso pela DH e confessou ter ligação com os três homicídios
Matheus Resende Khalil: irmão gêmeo de Lucas também foi preso pela DH e confessou ter ligação com os três homicídios

Lucas chega algemado à Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo: sobrinho de Soraya, uma das vítimas, ele negou ter ligação com a morte da tia, de seu marido, Wagner, e da filha do casal, Geovanna, de 10 anos
Lucas chega algemado à Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo: sobrinho de Soraya, uma das vítimas, ele negou ter ligação com a morte da tia, de seu marido, Wagner, e da filha do casal, Geovanna, de 10 anos Foto: Guilherme Pinto / Extra
Magia negra
Durante as investigações foi constatado que Simone é envolvida com magia negra, informou o delegado Barucke. Segundo ele, Matheus disse, em seu depoimento, que os quatro dentes encontrados junto aos corpos das vítimas foram colocados no local pelos assassinos contratados pela mulher.
- De acordo com o relato do Matheus, esses dentes serviriam para atrair dinheiro para a mãe - disse Barucke.
Num primeiro momento, os policiais achavam que os dentes eram de um dos executores, já que os laudos cadavéricos indicavam que não eram das vítimas. Descartada a hipótese, os agentes descobriram, na internet, que é comum o uso de dentes em rituais de magia negra, como simbolismo de posse.
Para o delegado, os dentes deixados no local do crime dariam a Simone o sentimento de posse da herança de R$ 7 milhões que ela teria de dividir com a irmã adotiva.
- Foi uma utilização macabra - disse Barucke.
O pedido de prisão de Simone já foi encaminhado à Justiça. O delegado revelou ainda que a quebra de sigilo do telefone celular da suspeita mostra troca de mensagens dela com um homem, de Saquarema. Num dos textos, Simone pede para ele não se esquecer da oferenda para "aquela entidade que mata", sem citar qual.
- Ela deixou isso escrito em mensagem que está anexada nos autos - contou o delegado.

A família foi morta na madrugada da última sexta-feira
A família foi morta na madrugada da última sexta-feira Foto: Reprodução Facebook
 
http://extra.globo.com/casos-de-policia/preso-suspeito-de-matar-familia-em-sao-goncalo-rapaz-de-19-anos-procurado-20974564.html
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário