segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Equador vai às urnas para eleger novo presidente

AFP
Nenhum dos oito aspirantes ao cargo aparecem nas pesquisas como vencedores no primeiro turno / Foto: AFP Nenhum dos oito aspirantes ao cargo aparecem nas pesquisas como vencedores no primeiro turno Foto: AFP
Cerca de 43.600 urnas foram abertas às 07H00 locais (09H00 de Brasília) neste domingo, no Equador, para receber os votos de 12,8 milhões de eleitores que escolherão o novo presidente para o período 2017-2021.
Na votação, que durará dez horas, também serão eleitos o vice-presidente, 137 membros da Assembleia Nacional e cinco parlamentares andinos.
Além disso, em uma consulta popular simultânea, os equatorianos deverão responder "sim" ou "não" a uma iniciativa do presidente socialista Rafael Correa de proibir os políticos de terem bens em paraísos fiscais, sob pena de serem destituídos se estiverem desempenhando cargos públicos.

As eleições começaram com um ato prévio em Quito, realizado em um museu militar localizado na base do vulcão Pichincha, no qual participaram Correa, autoridades eleitorais e observadores internacionais.


O presidente do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) do Equador, Juan Pablo Pozo, abriu a votação descartando a possibilidade de uma fraude denunciada por setores de oposição.
"Demos um exemplo ao mundo e sigamos pela via democrática impulsionando processos eleitorais que sejam verdadeiros processos pacificadores", manifestou.
Correa, no poder desde janeiro de 2007, por motivos pessoais desistiu de participar das eleições, para as quais o candidato governista Lenín Moreno é o favorito, de acordo com pesquisas privadas.
Nenhum dos oito aspirantes ao cargo aparecem nas pesquisas como vencedores no primeiro turno, caso no qual é necessário obter 40% dos votos válidos e 10 pontos de vantagem à frente do segundo mais votado.
Moreno lidera a disputa (32,3% das intenções de voto), seguido por dois conservadores: o ex-banqueiro Guillermo Lasso (21,5%) e a ex-deputada Cynthia Viteri (14%). Mais distante aparece o ex-prefeito de Quito e social-democrata Paco Moncayo (7,7%).
PORTAL BOM JARDIM
PORTAL BOM JARDIM

O Portal Bom Jardim é um site de notícias da cidade de Bom jardim/PE, que prima pela qualidade das informações, pois considera importante qualificar as discussões nas suas áreas de maior abrangência. Visando oferecer aos internautas conteúdos até então pouco explorados regionalmente! Há 3 anos no mercado, buscamos dia a dia aperfeiçoar e ampliar nosso universo de noticias. Por todos estes motivos é que o site Portal Bom Jardim é um espaço viável para receber o seu anúncio.